This is England!

Julho de 1983. É manhã e o despertador toca mais uma vez. Para o solitário Shaun, de 12 anos, é mais um árduo dia que ele terá de enfrentar, seja na escola ou no seu bairro. As roupas herdadas do pai que faleceu na Guerra das Malvinas há pouco tempo é motivo de piada para os outros estudantes, principalmente sua calça boca de sino. A dor da morte do pai ainda revolta o garoto que briga constantemente na escola. Certo dia voltando para casa ele se depara com alguns skinheads que o chamam para conversar, a primeira vista ele se sente bem no ambiente, pois um skin chamado Woody tenta animá-lo fazendo brincadeiras relacionadas ao rapaz com quem Shaun havia brigado, porém um bate boca reativa toda a raiva que ele estava sentindo e faz com que ele vá embora.

No outro dia os skinheads procuram Shaun e se desculpam, convidando ele para um passeio até as casas abandonadas. A cada dia que passa o menino se sente mais a vontade com suas novas companhias, até que ele acaba se transformando em um skinhead, como nos velhos tempos, quando as únicas preocupações eram ouvir música jamaicana, amizade e diversão.

Tudo vai bem, até que Combo, um skinhead que estava preso a 3 anos, reaparece com ideias nacionalistas e discurso racista, deixando o clima extremamente tenso, já que Milky descendente de jamaicanos, se sente ofendido com as histórias que Combo conta. Vale ressaltar a brilhante atuação de Stephen Graham no papel de Combo, quase todas as cenas que ele aparece é possível sentir o ambiente desconfortável que ele consegue criar, além das expressões faciais de raiva que ele apresenta ao longo do filme.

Na manhã do outro dia, Combo vai até a lanchonete que os skinheads estão e convoca uma reunião em seu apartamento. Todos vão, e quando chegam lá se deparam com um discurso nacionalista e uma convocação para lutar junto a ele pelos seus novos ideais. Os únicos que aceitam ficar são os garotos mais novos, que ficam deslumbrados com o poder de Combo em exaltar a Inglaterra, a partir dai o filme se desenrola mostrando esse novo lado nacionalista que começou a contaminar a subcultura skinhead.

Os diálogos foram montados de forma muito inteligente, a introdução dos créditos também é um ponto forte do filme, mostra todo o cenário que a Inglaterra passava nos anos 80, ao som de uma dos grupos mais representativos da música jamaicana, Toots & The Maytals.

This Is England é sem sombra de duvidas um filme magnífico. A atuação do garoto Thomas Turgoose é incrível, desde seus momentos de extrema agressividade e xingamentos até suas crises de gargalhada. O diretor inglês Shane Meadows, que viveu esse revival do skinhead no começo dos anos 80, alavancado pelo movimento punk e 2 tone, soube mostrar como tentaram colocar a política em uma subcultura onde a maior parte dos adeptos eram jovens ainda em fase de formação.

Anúncios
Esse post foi publicado em resenhas e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s